BANHEIRO MASCULINO: PRIMEIRA VEZ #Repost

Foto: arquivo pessoal
Conheça a autora:
Meu nome é Larissa Fernanda, ou me chame só de Lari, por favor. Tenho 20 aninhos, nasci em Aurilândia, interior do Goiás,  e moro em Brasília há poucos 12 anos. Sou uma universitária confusa, mas atualmente estou cursando publicidade e propaganda. Vivo dividida entre os desejos de ser blogueira, viajar pelo mundo e quem sabe ser escritora. Sou viciada por vídeos no youtube, blogs, instagram, contos da Disney, super heróis, livros, batons, chocolate, história, e acredito firmemente no amor de Jesus.
Mais um repost da Bebela, resolvi dessa responder as perguntas do último Banheiro Masculino, e mesmo criando coragem pra falar sobre alguns temas, resolvi arriscar, e bem, quem se importa, o blog é meu, a vida é minha, falo sobre o que bem entender.

1- Como foi seu primeiro beijo?  
Ta ai uma históooria viu, eu fui a última das minhas amigas a perder o bv, já tinha 15 pra 16 anos, e tinha acabado de começar o segundo ano do ensino médio, não vou comentar sobre minha adolescência e o porque dela acarretou toda essa história da pergunta, mas resumindo sobre como foi, lembro exatamente o primeiro dia de aula, todos os alunos afobados para verem em qual turma estavam, e nessa avistei um menino branquinho e loirinho, coisa que sempre me chamou atenção, então eu e uma amiga ficamos olhando, mas sem nada demais. Quando entramos na nossa turma quem não estava lá? Isso mesmo, o dito cujo, e assim as coisas aconteceram, ele simplesmente começou a puxar assunto, e ficamos conversando por uma semana, e até hoje eu fico me perguntando ''Como? eu? porque? nunca fui a do tipo 'famosinha ou bonitinha da escola', mas sei lá, não sei como foi, só sei que foi assim''. Outras amigas da turma sabiam e já ficavam me preparando pro tal momento, então o grande dia haha saímos da aula mais cedo, e todos, basicamente todos da minha turma desceram juntos comigo e ele, então ele me levou pra um lugar ao lado da parada de ônibus e lá ficamos, foi tão confuso, assim como se espera que seja algo que você nunca fez, eu nem lembro ao certo o que aconteceu, sei que foi fofo, pelo jeito que foi desde o inicio, depois nos beijamos mais uma vez na frente de todo mundo, e fomos embora, após isso nunca mais fiquei com ele, só convivíamos muito vem na escola. E ai está, demorou pra acontecer, na época eu me odiava por isso, mas hoje acho que foi tudo no tempo certo, e no tempo que realmente deveria ser.

2- E como foi sua primeira vez?  
Se você imagina como fiquei pra falar sobre o primeiro beijo, imagina sobre isso, mas bem, vou falar e pouco me importa, o espaço é meu. Até então eu nunca tinha cogitado a ideia, até que as primeiras experiências rolaram, mas não quero falar sobre pra nem se quer falar no fulano, mas devido também a uma questão religiosa, não pensava sobre o fato, bom, algumas coisas mudaram, e comecei realmente a pensar sobre, mas sentia aquele medo ''como deve ser a vida de não virgem?'' kkkk e pra deixar claro desde já que eu nunca namorei. Não quero entrar em detalhes agora, mas ressalto que mesmo sem nunca ter tido um relacionamento serio e não ter seguido a regra de ''rolar com alguém que ama..'' aprendi que a decisão é nossa, independente do contexto, não perdi por pressão de namorado, ou por ser levada por algum tipo de sentimento, fui pela minha própria decisão de algo que pertence somente a mim. Se pode haver julgamentos quanto a isso? Ah, sem dúvidas. Mas quem se importa. Faria tudo outra vez e igual.

3- Você acha que já se apaixonou? Como foi?  
Sabe o fulano que não quis comentar sobre a cima? Pois é.. ele mesmo. Ainda não quero falar, mas o fato é, acho que foi a primeira vez que senti algo tão profundo por alguém, e como comecei mal nisso, não vale a pena nem falar sobre ele, só por cima, o acontecido foi que ficamos um bom tempo nesse de ''amizade colorida'', e querem um conselho? NÃO TENHAM AMIZADE COLORIDA! É a pior ideia que existe, é burrice insistir nessa, li algo uma vez e nunca esqueci, a mais pura verdade: ''Amizade colorida ou termina em namoro ou em inimizade'' fato verdadeiríssimo. Dá pra perceber que a história acabou bem mal né, porque além dos acontecimentos ruins ainda tem as demais complicações que o jeito da pessoa tem. Foi péssimo, nunca deveria ter passado no máximo da segunda ficada, teve bons momentos, admito, mas só de lembrar... Próximo pergunta por favor...

4- Já mudou o grupo de amigos alguma vez? Se viu sozinho e teve que começar tudo de novo? 
Não mudei, bem da verdade convívio com o mesmo grupo de amigos desde criança, o que mudou é que conheci outros ao longo do tempo, faculdade e trabalho foram os responsáveis, e graças a Deus porque eles são lindos. E bem, sobre me sentir só, sinceramente nem sei responder bem, não sou muito dramática quanto a isso, acho que depende do meu estado emocional do momento. Como nasci no interior mas vim ainda muito nova pra Brasília, nunca tive laços de amizades muito fortes antes, então tudo começou aqui.

5- A primeira vez que você chorou por amor? Lembra?  
Lembro, e ''olá momento trágico'' acho que é quando me senti mais idiota ainda, não gosto de lembrar, acho que ainda tem muita coisa não curada, por isso estou tentando fugir das respostas exatas. 

6- Deixa um recado sobre o tema, ou conta alguma história.
Não tenho recado pra deixar, acho que me tornei muito amarga depois de algumas situações, e ler sobre ''nada vai ser igual'' ''dê uma segunda chance'' ''as coisas mudam'' etc etc.. não me convence. E ainda acho que não vale a pena dar oportunidade pra qualquer tipo de sentimento, por mínimo que seja, nem o mais pequeno sentimento de apego vale a pena e mesmo sentimentos mútuos acarretam coisas ruins.

Com amor, sua Lola.
*Deixo o alerta, nem sempre ligue as história contidas neste site a autora, agradecemos desde já.*








Share:

0 comentários