Vem cá, não desiste de mim não


Eu sei que pareço complicada, mas na verdade é só um reflexo da minha insegurança. Isso não tem nada a ver com complicar a sua vida. Então, perdoa esse meu jeito desastrado, vivo quebrando as coisas, mas jamais ousaria quebrar o seu coração.

Sou confusa e sempre fico na duvida quando preciso escolher entre Nescau e Toddy, salgado e doce, rosa ou preto, sorvete de creme ou ninho trufado. É que eu faço tudo errado, e não posso me dar o luxo de errar com você. Então, mesmo se eu não gostar de pipoca, odiar cebola na comida e dispensar toda a uva-passa no natal, você fica?

Eu sei que não sou boa com expressões, mas acredite, o meu coração dispara e sou invadida de sentimentos bons ao te ver se aproximando do meu corpo que implora pelo calor do seu. Só não consigo agir na mesma proporção do que sinto, inevitável, provavelmente, porque sinto demais.

Então vem cá, não desiste de mim não!

Maggie

Share:

0 comentários