A mudança de corpo veio


Seios envelhecem mais rapidamente que o resto do corpo | Super

Finalmente, depois de anos desejando isso, aconteceu!

Eu coloquei o tão falado silicone. Queria discorrer sobre isso, estou quase completando 3 meses de cirurgia, literalmente o pior já passou, o primeiro mês no pós cirúrgico foi bem complicado, nada tão simples, mas passou. Tive uma cirurgia tranquila, meu médico foi ótimo, conseguir juntar a grana e pagar tudo a vista, o que é uma sensação ótima, e pois bem, o decorrer de todo processo foi realmente ótimo. Mas queria abordar mais sobre o que senti e como foi essa mudança. 

Eu sempre quis colocar silicone, falo sempre porque desde que me entendo por um jovem adolescente que observa o próprio corpo eu falo sobre isso, com o passar do tempo e a vida adulta, não mudou em nada esse desejo. Tive um período antes de ter decidido de fato ir atrás de tentar me gostar sem ele, tentar ter esse ponto forte de amor próprio, mas muito pessoalmente falando, entendi que uma coisa não necessariamente precisava da outra, continue que vou tentar explicar, querido leitor. 

Pois bem, eu percebi que era algo que realmente me incomodava, algo muito intimo, e que assim, eu poderia tentar me observar sem ele, começar a seguir referência de meninas que usavam seus seios pequenos naturais e usavam roupas que se adequavam aos corpos delas, isso me fez enxergar beleza nisso, eu sempre as achei lindas, não acho que toda menina precisa colocar, não mesmo, longe disso. O meu problema era comigo, e eu também comecei a perceber mais isso, a focar mais em mim e que tudo bem se eu quisesse mesmo colocar, era uma baita decisão mudar meu corpo, mas eu realmente sentia que isso me faria sentir melhor. 

Então ta, coloquei. Mas o outro ponto que mexeu comigo no pós foi que, eu sempre imaginei que isso transformaria minha auto estima como mágica, eu iria me achar linda a partir daquilo, mas não foi assim, esse foi meu choque. Mudar essa parte do meu corpo foi a decisão certa pra mim, mudou minha confiança e me senti realmente melhor fisicamente. Mas isso não era a chave que eu achava que seria, não era mesmo. Auto estima é cabeça, é coração, precisa se mudar por dentro, talvez nem sempre mudar algo fisicamente buscando isso seja a solução.

E é uma verdade! eu percebi que poderia encontrar outras coisas que não gostava em mim e focar nisso, seria mais um looping de auto ódio e crítica, nada saudável, então no meu pós, eu comecei a pensar mais sobre isso, a focar que eu precisava mudar como eu me via, precisava pensar mais sobre isso e a me gostar, caso contrário, o silicone não faria isso por mim. Então eu queria falar que não basta deixarmos toda questão da auto estima em cima de uma cirurgia, de um resultado. É cabeça, eu precisei mudar a chavinha aqui dentro e não focar em outro problema que talvez encontremos ao olhar no espelho ou ao nos comparamos com alguém. 

Pois bem, sobre o resultado em si, que também é foco aqui, eu amei, achei o tamanho ideal para mim e amei ter esse apetrecho em mim, hoje, tenho ainda mais certeza de que era algo que eu precisava mesmo, de me fez sentir melhor comigo mesma, e eu adoro ter aqui, ficou ótimo mesmo. 

Com amor, sua Lola

 

Share:

0 comentários