Hei, vem comigo?!

Foto: google imagens

São 08h25 da manhã e eu provavelmente estou há cerca de 1h lendo sobre viagens aqui na internet, até que senti que precisava escrever, me tirou até o sono. Estais vendo a foto que ilustra o post de hoje, qual sensação ela te traz? Pra mim ela traz a mais forte de todas, a vontade de viajar. Acabei de ler no blog 360 meridianos o perfil dos autores e algo me chamou bastante atenção, ele conta a história do blog e fala que eles não se viam mais trabalhando em escritórios, com jornadas de 8h de trabalho e viajando uma vez por ano nas férias. Eu não consigo nem descrever o que sinto quando entro nesse universo, meu coração palpita mais forte, minha imaginação se perde e minha vontade só aumenta. 

Tudo na vida é meio que uma dúvida, eu sei bem o que quero, mas não sei como chegar lá.. as vezes questões como dinheiro interferem, outras muitas vezes questões de companhia. A maioria (me atrevo a dizer todas) das pessoas que tenho ao meu lado não querem uma vida igual a minha, todas meio que tem ligações fortes demais pra sair por ai, outras planos fixos aqui, e a sensação que tenho de ser desapegada com as coisas não me deixam com medo de viajar sem rumo e data pra voltar. Sei que nem tudo por ai são flores, mas se eu não me arriscar nunca saberei.

Já disse e repito, eu nunca quis ser concursada, as vezes penso se estou errada ou se sonho demais, viajar, não ganhar bem e ser feliz, ah para.. tem que ter um emprego fixo, estabilidade, etc etc. Será que um dia a minha verdade fará sentido, ou lá pra frente terei o peso de não ter feito desse jeito antes. Se você me conhecer verá claramente que isso nunca foi minha meta de vida, se me perguntar sobre planos minha resposta será sempre a mesma: viajar.

Certo tempo atrás estava conversando com um boy da minha faculdade, resolvi puxar assunto depois de meses olhando ele descaradamente, e bem, conversamos por, sei lá, 1 mês. Ele queria muito passar num concurso e vivia estudando pra isso, acho isso demais, quem quer tem mesmo que ter foco, e da ultima vez que nos falamos (e só fico nisso) ele comentou que havia feito uma prova e se saído muito mal nela e não poderia mais conversar tanto comigo, dito e feito, ele nem se quer respondeu minha última mensagem (risos). Fiquei pensando cá com meus botões, ele sabe o que quer, e apesar de ser o oposto do que eu quero, ele abriu mão de qualquer coisa pra fazer o que acha certo. Pense comigo, querido leitor, será que eu estou errada de não ter e pensar com os pés no chão?! Não sei se a história foi tão interessante, mas me faz pensar bastante. 

Como fazer o blog crescer, afinal tem tantos por ai. Queria fazer dele parte da minha história de vida, contar mais e encantar as pessoas, claro que posso começar por baixo, mas e o medo de não dar certo. Mas acredite caro leitor, meu foco não é dinheiro, faço isso desde agora porque gosto muito, me faz um bem danado, e continuaria pelo mesmo motivo e desejo. Tenho certeza que ele sempre será tão intenso quanto é no momento. Hei, vem comigo?! as vezes preciso apenas de companhia, e iria pra qualquer lugar. Sei que tudo depende de nós mesmo pra acontecer na nossa vida, mas também sei que sozinha é mais difícil. Senhor Jesus, preciso de luz e direção.

Com amor, sua Lola

Share:

0 comentários