Hoje...


Hoje é um novo dia.. paro por ai, disse que voltaria no próximo post, pois bem. Hoje é dia da ressaca, o dia que estou tentando ficar bem, o dia que as lembranças batem lentamente e vem junto com saudade. 

Foi pouco tempo. Foi só ficar. Foi. Mas foi o tempo necessário para me deixar com essa sensação. Hoje parece que as ideias tentam se organizar, mesmo eu tentando não pensar nelas. Parece que tento fugir da realidade e pensar se fiz algo errado, apesar de saber que não. Ontem passei pelos locais que costumávamos ficar e ai sim, ai sim, a realidade bateu. Não ia mais rolar.

"Vocês só estavam ficando"

Me vem a voz de um amigo falando isso para mim ontem.

Volto a falar, foi tempo suficiente para me sentir assim.

Hoje estou sentindo o peso de me afastar. É como se ganhasse mais uma machinha preta dentro de mim.

"Como você é dramática"

É por isso que prefiro escrever a falar com pessoas.

Hoje foi pior. Está sendo pior. Droga, não era pra ficar assim, mas ao mesmo melhor desabar logo agora enquanto ainda é recente.

Parece que to sentindo falta das coisas mais idiotas e isso causa uma sensação estranha. Outra coisa é imaginar que talvez você nem esteja assim, quando o outro é quem toma a decisão final, a ideia que me dá é que ele não vai sentir nada do que eu sinto agora, não vai ficar mal, o que me deixa parecendo uma idiota.

Hoje parei pra ler as imagens que você mandava, e eu ainda as lia com um sorriso disfarçado, mas um sorriso, como quem lembrava a hora que mandou, o que disse a mais, o que acrescentou e no contexto da conversa.

Mais um texto. Eu que achei que depois daquela última vez que descrevia aqui no blog nunca mais ia voltar com textos assim, melancólicos, sentimentais e verdadeiros, mas tudo bem, uma hora isso vira só mais uma lembrança.. O que me faz lembrar da banda que ele ama e que eu comecei a ouvir bem mais depois, aliás, quantas músicas e bandas. Vai demorar até de desvincular completamente. E eu me odeio por ser tão sentimental, espero que ninguém leia isso, eu só preciso escrever, não preciso de plateia nesses casos. 


Lola.

Tags:

Share:

0 comentários