Eu sei, esse papo é clichê


Não sei você, mas essa vida de entrar no Instagram e na parcela da vida alheia traz uma alusão muito doida de que tudo na nossa vida ta errada, atrasada e indo mal. Eu sei, esse papo é clichê, mas eu me pego tanto sentindo isso, que parece que as coisas estão muito erradas. Agora mesmo, vi um post de uma pessoa que gosto de acompanhar o trabalho - empreendera, então admiro real. 

Ela mora atualmente nos EUA e costuma usar uma TAG de: Life is good. E percebo que quando ela compartilha coisas felizes com essa tag, eu logo penso muito internamente: para eu conseguir falar life is good um dia, preciso ter a vida dela, ter dinheiro igual ela, ser realizada profissionalmente igual ela. Preciso viver as aventuras e viagens que desejo. 

Mas parece que viverei esperando isso enquanto não admirar o quão a vida agora pode e é boa. Porque nos mínimos detalhes a gente precisa e deve admirar isso. Estou escrevendo isso para mim, totalmente para mim (e bem, talvez para você). Parece que nada nunca está onde queremos, pois estamos sempre olhando o que queremos ter e nosso olhar está focado ao mesmo tempo que está totalmente desfocado. Que loucura. 

Nesse momento tem uma janela ao meu lado, com um céu lindo, a vida é boa, ela pode ser boa né? só precisamos nos alinhar disso (e as vezes, sair dos stories e da fração da vida alheia). 

Sua Lola


Share:

0 comentários