Mas quem a de controlar a vida, não é mesmo?


A loucura que a vida nos entrega, a loucura que lidamos ao viver nesse mundo. Pense bem, como as coisas se encontram e como elas se desencontram, mas como elas também se encaixam. Talvez não faça nenhuma sentido para ti, caro leitor. Mas se tiveres me entendendo, fico feliz. 

Em dadas épocas e fases de nossas vidas as coisas não fluem como gostaríamos, mas para talvez o eu do futuro, elas já iriam se encontrar de qualquer forma. Eu particularmente sempre me senti sucessível a ser nada otimista - mas me parece que em muita a nossa cabeça e entendimento de vida não sabe entender aquela fase que a vida em si nos entrega como parte de aprendizado. 

Já ouvistes falar em pessoas que levam esse "testemunho" de vida e relatam coisas como: "nada dava certo, mas depois de tal coisa ou acontecido, as coisas começaram a acontecer"? então, talvez nessa estranhadas da vida, haja ensinamento. Talvez naquele momento, não estivéssemos preparados para aquilo. Ou talvez sim - mas quem a de controlar a vida, não é mesmo?

Hoje penso que apesar do medo do futuro - a vida pode ter bonança no tempo presente e no que há de vir e chegar. Hoje, talvez aquela pessoa que você tanto sonhou e quis, tenha sido preenchida por algo que se conecte muito mais contigo - porque nos tornamos quem somos pela vida que carregamos dentro de nós. 

Talvez, você do passado realmente precisasse amadurecer para se viver no "eu" do futuro. 

E talvez realmente, haja dádiva em tudo isso. Mesmo a vida sendo essa loucura toda - esse verdadeiro mundaréu e imensidão de loucura. 

Com amor, sua Lola

Share:

0 comentários